Creatina: Tudo o que você precisa saber sobre esse suplemento alimentar!

Ao mencionar a palavra suplemento alimentar, muitas pessoas julgam pensando que se trata de medicamentos ou anabolizantes. Mas, na verdade, eles apenas suplementam a alimentação, como o próprio nome já diz. Um dos compostos mais utilizados, que faz parte dos suplementos alimentares, é a creatina. Apesar disso, muitas dúvidas ainda existem em relação a ela. Por exemplo, como utilizar, do que é composta, se engorda ou emagrece, entre outras.

Os suplementos alimentares são substâncias químicas utilizadas principalmente para acrescentar a alimentação. Em sua composição pode existir todas as vitaminas e minerais e por este motivo são conhecidos como multivitamínicos, ou apenas certas essências como é o caso da creatina. Quer saber mais sobre esse suplemento? Esclareça todas as suas dúvidas conferindo os tópicos que listamos abaixo:

O que é creatina?
A creatina é um composto natural produzido pelo nosso organismo para fornecer energia necessária para os músculos. Ela é formada originalmente no fígado, e em seguida é levada pelo sangue até as células dos músculos. Também pode ser consumida através de carnes vermelhas e peixes, ou como suplemento alimentar, onde ela é uma substância composta por 3 aminoácidos: Arginina, Glicina e Metionina, que aumenta a força e a energia para a realização de exercícios físicos.

Como funciona a creatina?
Ao realizar exercícios físicos os seus músculos se contraem, certo? Quando isso acontece a energia gerada para este movimento é um composto chamado adenosina trifosfato (ATP). O ATP fornece energia liberando uma de suas moléculas de fosfato, a partir disso ele se torna um composto diferente, chamado de adenosina difosfato (ADP). Entretanto, só existe ATP suficiente para fornecer energia por aproximadamente 10 segundos, então para a contração continuar é necessário produzir mais ATP.

E aí que entra a creatina! Ela ajuda ao dar sua molécula de fosfato para o ADP, recriando mais ATP. Assim, ele pode então ser queimado novamente como combustível para mais contração muscular. O ATP também impede que seu corpo utilize outro sistema de energia conhecido como glicólise. Essa energia é composta por ácido lático, e é ele quem cria aquela sensação de queimação que é sentida durante o exercício. Se a quantidade de ácido lático for grande demais, o movimento do músculo para. Contudo, se você continuar usando ATP devido a toda creatina que você tem, poderá minimizar a quantia de ácido lático produzido e poderá se exercitar por mais tempo.

Como tomar creatina?
A creatina pode ser encontrada em diferentes versões, como em pó e cápsulas. E você pode consumir antes ou depois do treino, mas lembre-se de consultar um especialista. Para consumir a creatina em pó, você pode misturar em alguma bebida como shake de proteína ou somente água para os dias sem treino. Quanto a sua versão em cápsulas, basta tomar antes ou depois do treino com algum tipo de líquido.

Agora que você já sabe mais informações sobre a creatina, descubra mais sobre os diversos suplementos alimentares que existem com os nossos posts. Ou se preferir, entre em contato conosco, podemos trocar muitas ideias e esclarecer dúvidas!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *